Site Cultural de Ovar

Museu Escolar Oliveira Lopes
destinatários todos os públicos
entrada gratuita
info museuescolar@cm-ovar.pt
horário terça a sábado 09h30-12h30 / 14h00-17h00
apoio Universidade do Porto
organização Museu Escolar Oliveira Lopes | Câmara Municipal de Ovar

PÊROS, AVELÃS E FIGOS. OS VEGETARIANOS UTÓPICOS DE HÁ 100 ANOS

Exposição



De 17 de novembro de 2020 a 20 de março de 2021

“Órgão oficial” da Sociedade Vegetariana de Portugal e do Núcleo Vegetariano de Lisboa, mas também de várias associações vegetarianas do Brasil, O Vegetariano foi fundado no Porto em 1909 por um grupo de naturistas. Publicado ininterruptamente até 1935, data da morte do seu proprietário, o Prof. Manuel Teixeira Leal, o periódico assumiu-se como plataforma de encontro da comunidade vegetarista portuguesa nas primeiras décadas do século XX. A revista visava a divulgação e promoção do regime dietético, bem como da sua filosofia e modo de vida, aspirando a contribuir para uma transformação utópica da sociedade.

Começou como “Mensário Naturista Ilustrado”, mas nos seus últimos anos de vida, O Vegetariano estava irreconhecível, apresentando-se como um “Jornal de Higiene, Terapêutica Natural, Horticultura, Pomicultura, Floricultura, Educação e Turismo”. Todo o seu potencial transformador da sociedade foi abafado pela doutrina glorificadora da nação imposta pelo Estado Novo.

Esta é uma história que importa conhecermos melhor para compreendermos por que motivo teve o vegetarianismo tantos adeptos há cem anos, e por que razão não temos hoje memória dos nossos antepassados vegetarianos.